• Document: QUESTÕES DE GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO
  • Size: 817.46 KB
  • Uploaded: 2019-04-16 19:42:07
  • Status: Successfully converted


Some snippets from your converted document:

Faculdades Integradas Simonsen Curso de Geografia QUESTÕES DE GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO Tópicos especiais para a compreensão da matéria – ficha de aula nº 2 (Questões 1-5) 1. Ainda nos dias atuais, para o conhecimento da dinâmica populacional, os estudos sobre população utilizam-se de dados referentes (Prefeitura do Município de São Paulo – 2004) (A) ao mercado de trabalho e à população economicamente ativa. (B)) à natalidade, fecundidade, mortalidade e migração. (C) aos setores primário, secundário e terciário. (D) aos grupos étnicos, à mortalidade infantil e expectativa de vida. (E) ao PIB total, à renda per capita e renda média anual. 2. Observe a tira abaixo: (Prefeitura de Niterói – 2003) A charge do cartunista Quino enfatiza a tranqüilidade contida no ato de viver na Noruega, país que atualmente ocupa o primeiro lugar no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), conceito adotado pela Organização das Nações Unidas (ONU) para aferir a qualidade de vida das populações. Os indicadores considerados para a construção desse conceito, além da escolaridade, são: A) a porcentagem da população sem acesso à sanitarização e o Produto Nacional Bruto per capita; B) a expectativa de vida ao nascer e o Produto Interno Bruto per capita; C) o nível de concentração de propriedade da terra e a renda nacional; D) o nível de subnutrição da população e o crescimento vegetativo ou natural; E) a taxa média de fecundidade e o superavit no balanço de pagamentos. ____________________________________________________________________________________ Geografia da População 1 Faculdades Integradas Simonsen Curso de Geografia 3- Em um estudo realizado em 1992 com mais de 160 países, a ONU empreendeu uma classificação baseada no chamado IDH – Índice de Desenvolvimento Humano. Sobre o IDH e a classificação dos países levou-se em conta: (Prefeitura de Nova Serrana – 2007) a)As posições ocupadas pelos países nessa classificação são baseadas fundamentalmente no PIB de cada um deles. b) O Brasil encontra-se numa situação intermediária, devido aos resultados obtidos a despeito de seus problemas sociais. c) O IDH é a média simples dos três indicadores que representam essas condições: expectativa de vida, grau de escolaridade e renda per capita por habitante. d) Países como a Bolívia e o Egito apresentam um alto IDH maior que 0,905, devido aos resultados obtidos com as taxas de importação. 4. Leia o texto e observe a figura abaixo. (Prefeitura do Município de São Gonçalo – 2007) O QUE É IDH Criado pelos economistas Mahbub ul Haq e Amartya Sen, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) mede a qualidade de vida considerando indicadores como renda per capita , saúde (expectativa de vida ao nascer) e educação (taxa de alfabetização de adultos e matrículas no ensino fundamental, médio e superior). (O Globo, 28 nov. 2007) A renda per capita é um dos indicadores considerados para medir a qualidade de vida dos países através do Índice de Desenvolvimento Humano. A região cujos países têm na exploração de petróleo o fator que eleva expressivamente esse indicador do IDH é a que está individualizada no mapa pelo número: A) 1 B) 2 C) 3 D) 4 E) 5 ____________________________________________________________________________________ Geografia da População 2 Faculdades Integradas Simonsen Curso de Geografia 5. Observe a tabela abaixo. (Governo do Estado do Rio de Janeiro – 2007) Fonte: O Globo, 28 de novembro de 2007 Os dados da tabela mostram o Brasil, pela primeira vez, no clube dos países de alto Índice de Desenvolvimento Humano, usado pela ONU para medir a qualidade de vida. Considerando o tema e, principalmente, a situação do Brasil, observa-se que: A) A renda per capita é o indicador mais seguido para aferir qualidade de vida porque traduz claramente as taxas de subemprego e de desemprego estrutural existentes no país por regiões. B) A renda per capita é o indicador mais seguro para aferir a qualidade de vida no país, uma vez que revela, com exatidão, o poder aquisitivo diferenciado da população por região. C) Os indicadores vitais e educacionais exprimem com maior precisão as diferenças regionais do nível de vida da população e a distribuição geográfica da pobreza. D) Os indicadores referentes à expectativa de vida e à educação são os mais adequados para aferiu a qualidade de vida do país, pois sobem sempre que ocorre uma situação de transição geográfica. E) O cruzamento dos dados dos três indicadores, associado a uma

Recently converted files (publicly available):