• Document: Curso básico de fabricação de celulose e papel
  • Size: 23.26 MB
  • Uploaded: 2019-07-20 16:48:06
  • Status: Successfully converted


Some snippets from your converted document:

000 Curso básico de fabricação de celulose e papel Suzano, SP 2011 Instrutor: Edison da Silva Campos 001 Exemplo de fluxograma de um processo envolvendo fabricação de celulose e papel, com uma planta adicional de reciclagem 002 INFORMAÇÕES RECENTES SOBRE O SETOR NACIONAL DE CELULOSE E PAPEL FONTE: http://www.bracelpa.com.br 003 INFORMAÇÕES RECENTES SOBRE O SETOR NACIONAL DE CELULOSE E PAPEL FONTE: http://www.bracelpa.com.br 004 SIGLAS QUE IDENTIFICAM PRODUTOS DIFERENCIADOS (CELULOSE E PAPEL) BHKP Bleached hardwood kraft pulp Bl. Bleached BSKP Bleached softwood kraft pulp DIP Deinked pulp PULP SI Sulphite pulp UHKP Unbleached hardwood kraft pulp UKP Unbleached kraft pulp CWC Coated woodcontaining printing paper CWF Coated woodfree printing and writing paper FBB Folding boxboard, manilla back board, mechanical pulp based OCC Old corrugated containers, waste paper RCP Recovered paper, waste paper SBS Solid bleached board, chemical pulp based board PAPER UCW Uncoated woodcontaining printing paper AND UWF Uncoated woodfree printing and writing paper WC Woodcontaining printing paper, mechanical printing paper BOARD WF Woodfree printing and writing papers WFC Woodfree coated paper WFU Woodfree uncoated paper WLC White lined chipboard, duplex board, recycled fiber based FONTE: Curso Básico de Fabricação de Papel – Edison da Silva Campos 005 Matérias primas fibrosas As matérias-primas vegetais utilizadas para a produção de pasta celulósica são bastante variadas, tais como (no Brasil): • Plantas anuais e resíduos agrícolas: babaçu, bagaço de cana de açúcar, bambu, linter de algodão, estopa de linho e sisal. • Madeiras: eucalipto, pinus, araucária, acácia e gmelina. As espécies de madeira usadas no Brasil são: • “HARDWOOD” ou FOLHOSAS (FIBRAS CURTAS) : Eucalyptus spp. (*)(originário da Austrália e Tasmânia), Gmelina Arbórea (originária da Ásia), Acácia Mearnsii (originária da África do Sul), Bragantina (Mimosa Scrabella, espécie nativa). (*): saligna, grandis, urophylla, globulus, teriticornis, etc. • “SOFTWOOD” ou CONÍFERAS (FIBRAS LONGAS): Pinus spp. (**)(Originárias dos EUA e América Central (algumas originalmente provieram da Europa) (**): elliottii, taeda, caribaea, patula, etc. FONTE: ENG 07768 - Tópicos Especiais em Tecnologia Orgânica - Celulose & Papel 006 Matérias primas fibrosas Outras fibras usadas fora do Brasil: • “SOFTWOODS” : abeto vermelho (“spruce”) • “HARDWOODS”: bétula (“birch”), bordo (“maple”), álamo ou faia (“aspen”), carvalho (“oak”), etc. FONTE: Curso básico de fabricação de papel – Edison da Silva Campos - ABTCP 007 Matérias primas fibrosas Casca interna: floema Casca externa: cortex Coníferas Folhosas FONTE: Química da madeira (Umberto Klock et al.) 008 Matérias primas fibrosas Figura 2.02 (FONTE: Fabr. de celulose kraft ... – Alfredo Mokfienski) 009 Morfologia e química da madeira FONTE: Química da madeira (Umberto Klock et alli) 010 Morfologia e química da madeira Estrutura molecular da hemicelulose FONTE: Curso de fabricação de papel (E. S. Campos) 011 Morfologia e química da madeira Exemplo de modelo da molécula de lignina FONTE: CELULOSE E PAPEL - SENAI “Theobaldo de Nigris” / IPT 012 Morfologia e química da madeira FONTE: Apostila “Curso básico de fabricação de papel” – ABTCP 013 Morfologia e química da madeira Amostras de fibras de eucalipto e elemento de vasos FONTE: http://www.porquebiotecnologia.c

Recently converted files (publicly available):