• Document: MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS - PRODUTIVIDADE
  • Size: 3.47 MB
  • Uploaded: 2019-07-21 05:02:13
  • Status: Successfully converted


Some snippets from your converted document:

Sabesp MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS - PRODUTIVIDADE Construção Pesada Profº Douglas Couri Jr. Fonte/Material de Apoio: Aulas e material disponibilizado pelo professor Ricardo Bonfim “Equipamentos para Escavação – Compactação e Transporte” – Tadeo Jaworski Equipamentos em construções de grande porte Nas construções de grande porte, é muito importante avaliar os equipamentos que serão utilizados, necessitando dimensionar o rendimento deles, em relação ao custo e à equipe disponível. As máquinas, em geral podem ser divididos em duas categorias que trabalham em conjunto: • Máquinas motrizes; • Máquinas operatrizes. Máquinas Motrizes • São as máquinas que servem como fonte de energia do equipamento; • Podem ser mutáveis ou definitivas; • O acionamento pode ser elétrico (no caso de equipamentos menores), mas geralmente trata-se de um motor a diesel; • Quando móveis, são instaladas sobre rodas ou esteiras; • Exemplo: tratores, compressores, geradores... Máquinas motrizes – Trator de Pneus Uma opção favorável quando: • Topografia é favorável, sem muitos taludes, ou com taludes brandos; • As condições de aderência e suporte do solo são boas, de modo que o equipamento não atole; • O terreno pode sofrer as erosões que este equipamento causa com a passagem das rodas no mesmo local consecutivamente; • Além disso, o trator sobre pneus possui um rendimento superior à opção de esteira. Máquinas motrizes – Trator de Esteira Uma opção favorável quando: • Topografia é irregular, e é necessário fazer o transporte em fase anterior ou durante a terraplanagem; • As condições de aderência e suporte do solo não são boas, pois a esteira distribui o peso do equipamento + carga sobre uma área maior; • O terreno está aplainado e não pode ser erodido para que não prejudique o serviço já executado; • A esteira porém rende menos que o trator sobre rodas, pois é mais difícil de manobrar. Máquinas motrizes – Rodas x Esteira Características Trator de Esteira Trator de Pneus Esforço Trator Elevado Limitado devido às condições de aderência Velocidade Baixa (< 12km/h) Alta (< 60km/h) Aderência Boa Limitada Flutuação Boa Regular a má Balanceamento Bom Bom Onde: • Esforço trator: força máxima que a máquina pode exercer na barra de tração (esteira ou rodas motrizes) para rebocar ou empurrar as máquinas operatrizes / carregamentos de trabalho; • Velocidade: velocidade máxima que a máquina consegue exercer em suas atividades; • Aderência: capacidade que a máquina tem de se deslocar sobre uma superfície sem patinar (esteiras) ou atolar (rodas); • Flutuação: tensão da máquina sobre o solo – capacidade que ela tem de se movimentar sem afundar no terreno; • Balanceamento: é a distribuição do seu peso em torno de seu centro de gravidade em relação à altura da máquina, de modo que se o balanceamento for bom, menor é a chance da máquina tombar. Máquinas Operatrizes • São as máquinas tracionadas, empurradas ou manobradas pelas unidades motrizes; • Podem ser mutáveis ou definitivas; • Podem ser trocadas dentro de uma mesma máquina motriz; • Possui diversas funcionalidades, dependendo de cada serviço. Máquinas Operatrizes Máquinas operatrizes – Unidades escavo-empurradoras Conhecidos também como “Dozers”, são máquinas resultantes da união de uma unidade de uma unidade de tração (trator) e um elemento tipo lâmina, que pode ser reta ou angulável. Entre diversas funções, estas máquinas podem ser utilizadas para: • Escavação em geral; • Rebocar outras máquinas; • Derrubar árvores; • Abrir cortes tanto para terraplenar como para abrir caminho. Cálculo do rendimento de unidades escavo- empurradoras Pode ser avaliado a partir de uma seção transversal do monte de material que se acumula na frente da lâmina. Este material pode ser tido como um triângulo retângulo. Cálculo do volume de terra: 𝐿 . ℎ2 . 𝜇 𝑄= 2 . tan 𝑎 Sendo: Q – capacidade da lâmina L – comprimento da lâmina; h – altura da lâmina; μ – fator de correção que depende do material a ser carregado (areia, cascalho e rocha, μ = 0,8; terra comum, μ = 1,0). Cálculo do rendimento: 𝑄 . 𝑓 . 𝐸. 60 𝑅= 𝑇 Sendo: R – rendimento da máquina em (m3/h) L – comprimento da lâmina; E – fator de eficiência do trator (E = 0,8 – esteira

Recently converted files (publicly available):