• Document: Grafcet.
  • Size: 621.05 KB
  • Uploaded: 2019-04-16 10:16:40
  • Status: Successfully converted


Some snippets from your converted document:

Grafcet ca@contatoaberto.com.br Grafcet-Diagramas de Funções Sequenciais Diagramas de Funções Seqüências ou Grafcet: O Grafcet tem suas origem na França, onde foi desenvolvido em meados dos anos 70, por um grupo de pesquisadores e gerentes industriais envolvidos com sistemas discretos de grande complexidade. Após ser testados em companhias privadas francesas e em sistemas educacionais, mostrou-se ser muito conveniente para representação de sistema seqüências. Em 1988, foi adotado pelo IEC (Internacional Eletotechnical Comission) conforme publicação 848 e regularizado pela norma francesa NF C03-190. Mais tarde construtores de PLC e produtores de software escolheram o Grafcet como linguagem de entrada para controle seqüencial bolleano e propuseram implementações em computadores e controladores . Seu uso na industrial vem se ampliando, bem como o número de pesquisadores que estudam o uso teórico desse modelo. É em particular, uma ferramenta bastante útil ao projetista na especificação de projetos de automatização. Grafcet-Diagramas de Funções Sequenciais Diagramas de Funções Seqüências ou Grafcet: Generalidade: O Grafcet descreve todo sistema cujas evoluções podem ser expressa seqüencialmente, quer disser, todo sistema que é possível a decomposição em etapas. O DFS é uma ferramenta gráfica simples não ambígua e rigorosa. Ele é facilmente modificável e permite ao pessoal não especializado acesso ao automatismo. É um meio de comunicação e de dialogo entre pessoas com formação diferente: pessoal de produção, pessoal de manutenção, pessoal de projeto etc. Partes constitutivas de um automatismo: Operador: OPERADOR COMANDOS SINALIZAÇÃO O operador da os comandos à máquina graça aos botões pulsadores e comutadores dispostos no painel. Ele é nformado do estado da maquina pelas sinalizações visual e sonora. É o operador que dá o comando de partida do ciclo e decide o momento oportuno de parar parcialmente ou totalmente. Grafcet-Diagramas de Funções Sequenciais Parte operativa (força motriz e sensores) INFORMAÇÕES ORDENS PARTE OPERATIVA A parte operativa recebe as ordens (elétricas, pneumáticas). A parte operativa da retorno de informação a parte de comando com ajuda dos sensores (termostatos, fins de cursos, fotocelulas..) COMANDOS SINALIZAÇÃO INFORMAÇÃO PARTE DE COMANDO INFORMAÇÕES ORDENS Grafcet-Diagrama de Funções Sequenciais A parte de comando leva em conta os comandos (vindo do operador por intermédio do painel) e as informações (proveniente dos sensores que definem estados das partes operativas) para dar as ordens aos órgãos de potência (cilindros, motores etc.) e sinalizar as evoluções importantes ao operador (sinalizações visuais e /ou sonora no painel. OPERADOR COMANDOS SINALIZAÇÕES PARTE DE COMANDO INFORMAÇÕES ORDENS PARTE OPERATIVA A seqüência de operação acompanha o toque no mouse Grafcet-Diagrama de Funções Sequenciais EXEMPLO DE REPRESENTAÇÃO E TERMINOLOGIA GRAFCET MAQUETE DA MÁQUINA SUBIDA PARTE OPERATIVA S1 DESCIDA S2 SAÍDA RECUO S3 S4 ORDENS PARTE DE PAINEL DO COMANDO COMANDOS OPERADOR SINALIZAÇÃOS Grafcet-Diagrama de Funções Sequenciais GRAFCET DA MÁQUINA 0 Partida do ciclo 1 SAÍDA DO PRATO Prato sob a prensa 2 DESCIDA DA PRENSA Prensa em posição baixa 3 SUBIDA DA PRENSA Prensa em posição alta 4 RECUO DO PRATO Prato fora da prensa Grafcet-Diagrama de Funções Sequenciais Regras do Grafcet Regras de sintaxe: A alternância “etapa-transição”e “transição-etapa” deve ser respeitada qualquer que seja a seqüência percorrida: •duas etapas não devem ser ligadas diretamente. •duas transições não devem ser ligadas diretamente. Início do Grafcet: A situação

Recently converted files (publicly available):