• Document: TEORIA GERAL DE SISTEMAS. Introdução:
  • Size: 639.6 KB
  • Uploaded: 2018-10-17 16:10:17
  • Status: Successfully converted


Some snippets from your converted document:

TEORIA GERAL DE SISTEMAS Introdução: Por volta da década de 1950, o biólogo alemão Ludwig von Bertalanffy elaborou uma teoria interdisciplinar para transcender os problemas exclusivos de cada ciência e proporcionar princípios gerais (sejam físicos, biológicos, sociológicos, químicos etc.) e modelos gerais para todas as ciências envolvidas, de modo que as descobertas efetuadas em cada uma pudessem ser utilizadas pelas demais. Essa teoria interdisciplinar – denominada Teoria Geral dos Sistemas (TGS) – demonstra a interação entre as ciências, permitindo a eliminação de suas fronteiras e o preenchimento dos espaços vazios entre elas. A TGS é essencialmente totalizante. A TGS se baseia em três princípios básicos: a) Expansionismo; b) Pensamento sintético; c) Teleologia.  Expansionismo: é o princípio que sustenta que todo fenômeno é parte de um fenômeno maior. O desempenho de um sistema depende de como ele se relaciona com o todo maior que o envolve e do qual faz parte. O expansionismo não nega que cada fenômeno seja constituído de partes, mas a sua ênfase reside na focalização do todos do qual aquele fenômeno faz parte.  Pensamento sintético: é o fenômeno visto como parte de um sistema maior e é explicado em termos do papel que desempenha nesse sistema maior. Os órgãos do organismo humano são explicados pelo papel que desempenham no organismo e não pelo comportamento de seus tecidos ou estruturas de organização. A TGS está mais interessada em juntar as coisas do que em separá- las.  Teleologia: Conjunto das especulações que se aplicam à noção de finalidade e às causas finais. É o princípio segundo o qual a causa é uma condição necessária, mas nem sempre suficiente para que surja o efeito. Em outros termos, a relação causa-efeito não é uma relação determinística ou mecanicista, mas simplesmente probabilística. A teleologia é o estudo do comportamento com a finalidade de alcançar objetivos e passou a influenciar poderosamente as ciências. A TGS permitiu o surgimento da Cibernética e influiu na Teoria Geral da Administração, redimensionando totalmente suas concepções. Foi uma verdadeira revolução do pensamento administrativo. A teoria administrativa passou a pensar sistemicamente. Três teorias são fruto da TGS: Tecnologia e Administração; Teoria Matemática da Administração e Teoria de Sistemas. Tecnologia e Administração Cibernética é a ciência da comunicação e do controle, seja no animal (homem, seres vivos), seja na máquina. A Cibernética compreende os processos e sistemas de transformação da informação e sua concretização em processos físicos, fisiológicos, psicológicos etc. A origem da Cibernética surgiu como uma ciência interdisciplinar para relacionar todas as ciências, está ligada aos seguintes fatos: a. Movimento iniciado por Norbert Wiener em 1943 para esclarecer as chamadas ‘áreas brancas no mapa da ciência’. A idéia era juntar e não separar. b. Os primeiros estudos sobre o cálculo de variações da Matemática, o princípio da incerteza mecânica quântica, a descoberta dos filtros de onda, o aparecimento da mecânica estatística etc., as quais exigiram maior conexão entre esses novos domínios. c. Os estudos sobre informação e comunicação (Russell Whitehead; Wittgenstein; Chomsky; Korzybski). d. Os primeiros estudos e experiências com computadores para a solução de equações diferenciais. e. A Segunda Guerra Mundial provocou o desenvolvimento dos equipamentos de artilharia aérea. Surgiu o conceito de retroação (feedback). f. A Cibernética ampliou seu campo de ação com o desenvolvimento da TGS (1947), e com a Teoria da Comunicação de Shannon e Weaver, em 1949. g.No início a Cibernética – como ciência aplicada – limitava-se à criação de máquinas de comportamento auto-regulável, semelhante a aspectos do comportamento do homem ou do animal (como o robô, o computador e o radar). O campo de estudos da Cibernética são os sistemas. Sistema (do grego: sun = com e istemi = colocar junto) “é um conjunto de elementos que estão dinamicamente relacionados, formando uma atividade para atingir um objetivo, operando sobre dados/energia/matéria para fornecer informação/energia/matéria”. Sistema é: um conjunto de elementos dinamicamente relacionados, formando uma atividade para atingir um objetivo, operando sobre dados/energia/matéria para fornecer informação/energia/matéria. Principais Conceitos: 1. Informação: é tudo o que permite reduzir a incerteza a respeito de algo. 2. Energia: é a capacidade utilizada para movimentar e dinamizar o sistema, fazendo-o funcionar. 3. Materiais: são os recursos a serem utilizados pelo sistema, como meios para produzir as saídas (produtos e/ou serviços). 4. Saída (output): é o resultado final da operação de um sistema. 5. Retroação (feedback): é um mec

Recently converted files (publicly available):